Igreja Universal – Cabo Verde

LOGO

“Casos Reais”

Ia suicidar-se com 185 comprimidos

O cancro dos ovários do qual padecia deixava Jovita abatida e sentindo-se extremamente doente. Todavia, o seu estado de saúde era ainda agravado pelas dores de cabeça constantes, a audição de vozes e a visão de vultos.

“Há nove anos que sofria de insónia e tinha uma depressão muito profunda”, revela.

“Para pôr fim ao meu sofrimento, tentei três vezes o suicídio e, numa dessas tentativas, já tinha o frasco preparado com 185 comprimidos para tomar. Estava decidida a acabar com a minha vida, mas não tive sucesso.

O meu fundo do poço foi quando os médicos me disseram que queriam tirar-me os ovários devido à gravidade do cancro e ao estado depressivo no qual me encontrava, foi, então, que fiquei desesperada e saí do hospital sem conseguir controlar as lágrimas.”

A MELHOR COISA. “Um dia, ao assistir a TV Record, vi um programa da IURD no qual me identifiquei com um testemunho de uma senhora, que parecia estar a contar toda a minha vida. O sofrimento dela era igual ao meu, mas agora ela estava curada e feliz, então, tomei a decisão de procurar a IURD.

Ainda demorou algum tempo até a encontrar, mas, um dia, sem esperar, passei à frente de uma e resolvi entrar. Foi a melhor coisa que me aconteceu na vida!

Passei a frequentar as reuniões de libertação às sextas-feiras, para além das de quarta e domingo.

O primeiro sinal que vi foi ficar livre das dores de cabeça e curada da depressão da qual sofria há anos. Continuei a perseverar e a obedecer, colocando em prática tudo aquilo que era ensinado e hoje estou curada do cancro, já não ouço vozes, não vejo vultos e não quero mais me suicidar. Na minha vida sentimental também estou realizada, pois era mãe solteira, mas hoje estou casada. Do meu encontro com Deus, resultaram a paz e a felicidade.”

Jovita Aguiar, IURD Ribeira Brava

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*