Igreja Universal – Cabo Verde

LOGO

Como vencer as pressões da vida

Fonte de Imagem: Universal.org

 
 

No dia a dia, enfrentamos diversas pressões, como preocupação com o trabalho, dificuldades na vida financeira e nos relacionamentos. Com a chegada do novo ano, muitas pessoas se sentem perdidas e não sabem por onde começar a resolver seus problemas.

A psicóloga Lidiane Silva alerta que as pressões do cotidiano estão levando à perda de foco, o que gera prejuízos em diferentes áreas da vida. “As pessoas estão ficando muito frustradas com as tensões diárias e estão deixando de sonhar e de praticar sua fé todos os dias. Assim, a ansiedade toma conta dos seus pensamentos, as pressões ficam piores e as pequenas desavenças têm impacto grande na saúde”, detalha.

Para lidar com situações difíceis, a psicóloga diz que é preciso exercitar a resiliência. “Resiliência é passar por dificuldades e imprevistos, mas, através do autoconhecimento, ter estratégias para reelaborar as emoções e usar essas experiências para adquirir maturidade e se tornar mais forte”, afirma.

 
 
 
 
 
 
 

Sem rumo

Há 23 anos, um acidente de automóvel mudou a vida da psicóloga Rosana do Vale, de 56 anos. Faltavam poucos dias para o fim do ano quando ela recebeu a notícia de que sua mãe, seu irmão, sua cunhada e seu sobrinho de 8 anos haviam morrido após um ônibus atingir o carro da família em uma estrada em Cuiabá, no Mato Grosso. “A vida tinha perdido o sentido para mim. Eu queria ficar no cemitério onde eles tinham sido enterrados”, lembra.

Rosana conta que foi tomada pela tristeza e pela ansiedade. Ela passava os dias chorando e não conseguia se concentrar em suas atividades. Sua vida ficou paralisada. “A angústia da morte dominava o meu ser e eu queria saber para onde a minha alma iria quando eu morresse. Comecei a buscar respostas em diferentes religiões, mas nada satisfazia o vazio.”

Ensinamentos

A busca por respostas durou cerca de três anos, até que Rosana decidiu ir à Universal. Ela explica que passou a frequentar as reuniões e a seguir os ensinamentos bíblicos que eram apresentados a ela. “Por meio da obediência à Palavra de Deus, fiz uma aliança com Ele e, pela grande misericórdia e compaixão do Senhor Jesus Cristo, Ele se deixou achar por mim. Então, o milagre do novo nascimento aconteceu e a data cronológica do acidente já não importava mais.”

Rosana diz que o fortalecimento da fé foi fundamental para que ela superasse a dor da perda dos familiares e seguisse em frente. A pressão interna provocada pela morte de seus familiares já não a impedia de viver. Ela cita a Bíblia para exemplificar um dos ensinamentos que aprendeu em sua jornada de fé: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim”. (Mateus 10:37).

Para ela, o trecho indica o quanto é necessário dar prioridade a Deus. “Devemos nos entregar de corpo, alma e espírito ao Senhor Jesus. Entregar nosso sofrimento mental, as nossas angústias, os traumas, a depressão e a tristeza. Após o novo nascimento, que é o batismo com o Espírito Santo, só haverá lembranças da pessoa que éramos, mas sem traumas e sem os sentimentos aos quais estávamos aprisionados”, diz.

 
 
 
 
 
 
 

Fé o ano inteiro

Rosana conta que conseguiu superar sua dor a partir do fortalecimento da fé. Mas, afinal, como ela e outras pessoas conseguiram fazer isso? Como colocar os ensinamentos bíblicos em prática? No livro O Pão Nosso para 365 dias, o Bispo Edir Macedo afirma que o valor de uma pessoa está no que ela ama. “Se o seu tesouro estiver nas coisas perecíveis, ou no marido, na esposa, no filho ou em sua própria reputação, então seu coração estará nessas coisas”, escreveu, acrescentando que isso pode levar a grande sofrimento.

Por outro lado, ele defende que dar prioridade à fé é o caminho para superar todo tipo de dificuldade. “Se o seu tesouro é Jesus, então a sua vida é toda dedicada a Ele, nada nem ninguém poderá atingir o seu coração.”
Entretanto seguir os passos de Jesus não significa estar livre de problemas. Como indica a Bíblia, em João 16:33: “Tenho- vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”.

Em seu blog, o Bispo Macedo explica o significado desse ensinamento de Jesus: “da mesma forma como devemos alegrar-nos na esperança da glória de Deus, também devemos alegrar-nos nos problemas cotidianos. São eles que nos ensinam, na prática, a perseverança, as experiências de fé e a conservar nossa esperança. Isso significa materialização da fé sobrenatural. São os desertos que amadurecem e preparam os servos de Deus”, conclui.

 
 
 
 
 

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*