Igreja Universal – Cabo Verde

LOGO

Os fortes e os fracos

Fonte de Imagem: Universal.org

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

“Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” (2 Coríntios 4.18)

O emotivo é fraco. Indefinido nas decisões, indefinido na fé. É escravo da opinião alheia. Isso o tem feito infeliz, mesmo crendo em Deus.

O nascido do Espírito vive a fé racional, dispensa visões, sentimentos e emoções. Crê para ver e não precisa ver para crer. Isto é loucura? Certamente, para o mundo secular. Não para o mundo da fé, o Reino do Espírito de Deus.

Só o nascido de novo pode ver o Reino do Espírito de Deus (João 3.3). Só os nascidos de Deus estão aptos para vencer a guerra da salvação, porque usam a fé sobrenatural.

Já o nascido da emoção, não vive a fé sobrenatural. Por conta disso, não tem coragem para assumir compromisso sério com Deus, negar sua própria vontade, tomar a cruz e segui-Lo. Antes, é, literalmente, covarde. Ao menor som dos tambores de guerra, foge. Não tem coragem para dizer não ao pecado e enfrentar as injustiças. Sua fé emotiva o torna tímido diante dos parentes, amigos e conhecidos.

O mesmo não acontece com o nascido de Deus. Sua fé é sólida, alicerçada, fundamentada na Palavra. Não está nem aí para a opinião alheia… E se todos o abandonarem por causa de sua fé, aí é que ele se torna mais forte. Não se importe com o que dizem. Não se assuste com a guerra. Siga em frente e saiba em Quem você tem crido.

“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1 Coríntios 2.14)

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo

Conheça a Universal mais perto de si.

Fonte: Universal.org

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*